por LM Gomes

012

É difícil lutar contra aquilo que não se vê, mas se sente intensamente.
Sinto falta do cheiro, da sensação, da presença, do pensamento.
A gente não sabe contar o tempo, o silêncio, os anseios.
A gente se perde no meio, se acha no caminho e se perde de novo em alguma curva.

.
Na minha curta percepção de vida, sempre soube que um dia diria: nossa, que vontade de
voltar àquela época, tempo, lugar. A gente tem a mania esquisita de valorizar o que já passou
e não vai voltar. A gente nem percebe quando isso nos impede de viver o que nos cerca e que
um dia estaremos olhando este exato instante com a sensação de saudade do que passou.

.
A vida é uma grande roda gigante. E uma grande pregadora de peças.
O que vale ouro hoje, vira pó amanhã e vice versa.

.
Abrace seu filho, beije a testa da sua mãe. Escute uma história do seu avô. Fale besteiras com
aquele amigo. Diga eu te amo para aquela pessoa importante.
Saia pra ver as estrelas, o mar, vá na varanda respirar o ar puro.
Sinta o momento que te cerca, deixe a louça e senta no chão com seu cachorrinho, seu bebê
ou com você mesmo.
Ouça aquela música que você adora, cante a letra mesmo que errado.
Respire fundo antes de revidar.
Seja cauteloso antes de julgar.
Olhe para fora da janela por um pouco mais de tempo.

.
E sorria. Sorria muito. Sorria pro espelho.
E se permita viver o momento.
E fique saudoso do que viveu de verdade. Dos cheiros, das sensações, dos movimentos.
Mas desejo que você nunca precise sentir saudade de si mesmo.

Um abraço.

 

14732190_1832672643645397_3150369637299223773_n

Lm Gomes é autora, leitora e colunista. Conheça seus títulos:

www.amazon.com.br/s/ref=nb_sb_nossopen_in_new