20370955_1842954945721699_647528914_n

Nossa, aquela editora investiu no autor, né? Ah, mas depois que ele foi para aquela editora tudo começou a dar certo? Aquela autora nem faz tanto sucesso assim para ser chamada para ser publicada por essa editora?

Em meus anos de mercado editorial, principalmente no contato com os escritores, frases como essas são recorrentes. Principalmente vinda de outras pessoas que estão aí, nesta vida de Jogos Vorazes, tentando conquistar o seu lugar ao sol na conhecida literatura nacional contemporânea. Mas será que aquele que está ali, em seu lugar de destaque, ficou sentado apenas esperando o sucesso passar?
Quem dera fosse, minha gente! Muitos dos escritores que são referência atualmente chegaram no lugar que estão porque nunca deixaram de lutar. Sim, e eles continuam! Editoras grandes, números nas redes e filas de leitores são apenas o resultado de um trabalho diário da parte de cada um para conquistar o público e manter-se no alto do pódio.

esperando
Todo mundo lançou mais de um livro, ainda quando era desconhecido. A maioria investiu em sua carreira, se não na publicação, foi no gasto com viagens para sessões de autógrafos, deu um jeito de patrocinar posts, ficou horas divulgando os seus livros e fazendo parcerias. Pois é, antes de ser amparado por uma grande casa editorial, ele pôde provar que sabe se vender sozinho, obrigado! Que o nome dele resulta em um produto rentável, atrativo para a editora.
Sendo assim, se quer estar entre os grandes daqui uns anos, saia da cadeira que te acomoda e siga adiante. Não fique com apenas um livro, esperando que ele seja grande. Publique pelo menos uma obra por ano, não importa como ou em qual formato – seja impresso, e-book ou áudio, mas seja visto e lembrado. Mostre que você é capaz de fazer vários bons textos e não apenas um. Deixe que os leitores se fixem no seu trabalho e te reconheçam pelas coisas que escreve. Sempre os receba com um sorriso no rosto, não importa o que tenha acontecido – mesmo aquele que te chama às 4 da manhã no Facebook só para dizer um oi. Tenha jogo de cintura sempre, mesmo quando a crítica do livro lhe pareça ofensiva. São eles que o fazem ser o que é, não existiria escritor se ninguém o lesse.
Você, assim como eles antes, terá os seus momentos de desânimo. Pensará em desistir de escrever, e cairá nas mãos de editoras picaretas e eventos sem público. Mas a sua vitória estará na vontade de persistir, de abrir espaço para que você alcance os seus objetivos, assim como eles tiveram. Nenhum começo é fácil e aquele que hoje está na lista dos mais vendidos pensou tudo aquilo que você está pensando agora, nesse exato momento.
Por isso, não fique parado, ou sentado vendo o gramado verde do vizinho sem cuidar do seu. Conquiste o seu espaço com respeito e determinação, sem tentar derrubar o espaço do outro. Garanto que na hora certa, você vai conquistar o que almeja. Pois para bons escritores o mercado sempre tem espaço.
Vamos trabalhar juntos pelo mercado literário nacional?

Até mais, gente.

13336143_10207674012545820_5655672711467405919_n