20370955_1842954945721699_647528914_n

Incrivelmente contagiosa, a TPB espalha-se entre os autores como rastilho de pólvora, em determinadas épocas do ano. Não é preciso o contato direto para que ela seja transmitida. Ás vezes, encontra novas vítimas até mesmo através de uma conversa via mensagem, e todos os escritores estão suscetíveis a serem contaminados por essa, que pode ser considerada por muitos como um transtorno, nos mais diversos sentidos. Ela causa enjoo, gagueira, ansiedade, insônia, tremedeiras, euforia e depressão. Não segue ordem específica de sintomas, mas quanto mais o tempo passa, mais intensos eles se tornam. E assim como chega ela passa, misteriosamente, assim que o escritor coloca os pés dentro do pavilhão, cercado por estandes, leitores e amigos por todos os lados.

Pois é, quem aqui não sofre de Tensão Pré Bienal?

Já aviso de antemão, a todos que estão subindo as paredes, que você não está sozinho. Há dias desse que consideramos o maior evento literário do ano, perdemos a concentração e o dom da escrita parece que foge das nossas mentes. Na cabeça fica apenas como será rever os amigos, abraçar os leitores e dar aquela passeada na editora que você está de olho. Junto a isso vem a pressão de autografar os livros, o medo de ninguém aparecer em sua sessão e acabar com a mala cheia de livros, que prometeu a meio mundo que não compraria…

Quer parar de sofrer deste tanto? Pare agora mesmo… Respire. Organize-se. As pessoas querem te ver lá bem-humorada, com um sorriso lindo no rosto. E é só isso que deve ser importante para você. Vista algo confortável, beba muita água e balas de prontidão. Tenha sempre canetas a tiracolo, e anote o que pretende fazer, quais amigos deseja prestigiar. Veja aquele momento como seu, e deixe acontecer. É corrido e cansativo, mas para o autor (a) é a festa do Oscar, o evento de 15 anos, o baile de formatura, a consagração de um ano de trabalho… De que adianta fazer isso estressado, se cobrando. Para que correr de um lado para o outro e não aproveitar cada momento seu ali?

O que todos ficarão de olho não é se fez filas e filas na sessão, mas como tratou cada pessoa que esteve diante de você. Pois são as suas fotos distribuindo sorrisos, abraços e autógrafos espalhados pelas redes que chamarão a atenção das pessoas. Fazer com que cada leitor seu sinta-se único e especial, te vendo como um grande amigo é o que fará a diferença. O que te deixa marcado é a forma com que marca presença celebrando a conquista do outro e não só a sua. É a sua humanidade, além do seu talento como escritor, que te transformarão em sucesso. De que adianta escrever maravilhosamente bem tecnicamente, se não dá atenção as pessoas que o prestigiam?

Portanto, curta o passeio. Aproveite a viagem. Deixe a sua forma de marca positiva. E vamos celebrar a literatura sempre <3

Danilo Barbosa

10375121_10204414624183148_2545501453205467118_n