Hoje em dia, com a vida muito atribulada, deixamos de fazer muitas coisas. Sempre com a desculpa “não tenho tempo“, “meu tempo é muito corrido“. Deixamos de lado certos hábitos.

Porém, mente sã, corpo são. Assim, voltei com tudo ao meu hábito de ler.

Saindo da minha zona de conforto. Mesmo assim, ainda sentia uma certa dificuldade.

Entrava nas livrarias, olhava os livros em destaque, mas nada me agradava. Quando dava por mim, estava lá, na sessão de Romances e Chick Lit.

Resolvi ver alguns vídeos no YouTube, resenhas, até que me deparei com um vídeo que falava sobre leituras compartilhadas. Opa! Já me interessei…

Ali pude perceber o quanto era interessante aquela forma de leitura. Eu poderia realmente sair da minha zona de conforto, pois o livro era votado. Não compraria por escolha própria. Eu teria a oportunidade de ler outros gêneros.

Compartilharia através de fóruns e aplicativos experiências, fazendo assim uma interação com outras pessoas sobre o livro escolhido. Fazendo parte de uma comunidade com os mesmos interesses.

Fortaleceria o meu hábito de leitura, que as vezes era deixado de lado, por causa do dia a dia. Fora a empolgação de todo mês ter um novo livro, diferente de pegar aleatoriamente um da da minha estante, ou ir na livraria e ficar perdida, ou escolher sempre o mesmo gênero.

Ler é o mais importante.

E tem a praticidade de ser tudo virtual. Você pode organizar o seu horário.

Já existem clubes com plataformas próprias para esse tipo de leitura. Como o da Ju Cirqueira, o www.clube.nuvemliteraria.com .

Até mesmo em outros aplicativos, como no YouTube, Facebook, encontramos comunidades de leituras compartilhadas.

Saindo do mundo virtual. Temos clubes presenciais, que exercem a mesma função, com encontros mensais, para debater o livro escolhido e escolher o próximo título. Geralmente são feitos em cafeterias, em parques, com direito a um delicioso piquenique, ou simplesmente um encontro na casa de um dos participantes, para um café.

Bastam apenas duas pessoas para começar um clube aí na sua cidade. Já pensou que gostoso que seria? Nada como um bate papo sobre livros e outros assuntos. Jogar meia hora de conversa fora faz um bem… Pesquisas comprovam isso.

Agora vamos ter um papo com a Ju Cirqueira e entender como funciona essa nova modalidade de leitura .

Clara: Quem é Ju Cirqueira?

Ju: Sobre quem é a Ju Cirqueira. Bem eu sou uma criadora de conteúdo digital, formada em Letras Inglês, pós graduada em tradução. Porém eu não atuo na área mais. Eu crio conteúdos online e literário, conteúdo específico para literatura, e me interesso em divulgar e disseminar a leitura, vocês podem me encontrar no meu canal no Youtube que leva o meu nome.

Os meus dois maiores projetos são os clubes e o canal.

O clube virtual é o www.clube.nuvemliteraria.com e o outro é o clube presencial, o Vórtice Fantástico, que eu organizo há quatro anos.

Clara: Falando nos clubes, me fala um pouco sobre o Vórtice Fantástico, desse projeto incrível, e como ele surgiu? De que forma ele funciona, escolhas de temas e livros, me fale um pouco.

Ju: Como eu já mencionei, o Vórtice foi criado por outras duas blogueiras, que não organizam mais. Elas cancelaram o projeto, porque ele já atingiu o seu objetivo. Mostrar que é possível criar grupos de leitura no Brasil, daí surgiram vários clubes com esse nome pelo país. Como se fossemos assim, filiais, desse Vórtice, que elas criaram. Tinha site, redes sociais, tudo pro Vórtice Fantástico oficial, e por lá, elas davam orientações e apoio. Uma vez por mês elas faziam vídeos ao vivo para conversar conosco. Algumas acabaram, como o do Rio e de São Paulo e outras continuaram como Santa Catarina e Espírito Santo que é o que eu organizo. Se vocês quiserem saber mais sobre como funciona os encontros, tem um vídeo no canal falando sobre isso, que é “Como criar um clube do livro”.

Resumindo. Nós nos encontramos no último sábado de cada mês. Esse encontro pode ser num parque com direito a Picnic ou um café na casa de um dos membros. Os livros são escolhidos através de votação, pelo grupo do Facebook e nós também temos um grupo no Whatsapp. Os próprios membros é que criam as opções para votação. Antigamente nos primeiros dois anos eu fazia a curadoria sozinha, eu só pedia as sugestões, dentro dos gêneros, através dos grupos, mas agora todos participam, e, cada um é responsável por um mês.

Nesse momento, estamos fechados para novos participantes.

Em relação ao que lemos. No começo eram quatro gêneros específicos, Ficção científica, fantasia, distopia e terror, hoje partimos para outros gêneros, e outros temas, nós fazemos meses temáticos, um mês para ler mulher vencedora do prêmio Nobel, outro mês para ler livro que fala sobre racismo, e, duas vezes ao ano lemos um calhamaço. Esse ano será, um no meio do ano, Corcunda de Notre Dame e no final do ano Don Quixote,. Isso já é decidido com antecedência para que possamos nos programar. Em novembro é o mês de aniversário do clube, e nós sempre fazemos uma festinha, com o dinheiro que é arrecadado durante o ano, nós temos uma caixinha.

Clara: Agora além do clube presencial, temos também esse ano o clube virtual, me conte um pouco dessa idéia, e quais as vantagens dessa nova forma de ler?

Ju: Sempre quis trazer, essa experiência do mundo real para o online, pois muitas me perguntavam se eu não conhecia algum clube presencial na cidade onde elas moravam. Então eu ficava com aquela sensação de que aquilo poderia acontecer. Juntar todas aquelas idéias e trazer isso para o virtual. Já que eu fazia leituras conjuntas no canal.

Um dia aleatoriamente consegui encaixar tudo e o clube surgiu. Um espaço fechado. Um site, com login, perfil, fóruns, unindo pessoas com um propósito único. Todo mês tem brindes, como marcadores, calendários e adesivos. Tem várias atividades durante o mês com cronogramas, tudo muito bem explicado. Incentivando muito mais a leitura. No geral é isso. A idéia é trazer um serviço de acompanhamento de leitura, de apoio. Um lugar fechado para bater papo, ler, e ter várias vantagens, como descontos em livros do mês. È um clube de serviços de conteúdo, e não de produtos.

Sobre a autora:

Clara Magalhães é pedagoga, professora, autora e adora ler e escrever. Participante de 7 antologias, está em constante crescimento. A inquieta carioca adora viajar, conhecer coisas novas e é uma amante da gastronomia.