Madame Memória: Coser a carne dura

Costura. Mandinga feita sob o luar. Daqueles em que a cara da Lua nem cabe no sonho. Expande o furor pelo edredom. Costura. É a sutura fluídica da alma. É tapar as vazões das orações mais bonitas. Não se pode esvaziar tudo, é necessário guardar um frasco de sonho. Um...

Madame Memória: Libertário Café

Dedicado à Agrício Costa Seus olhos. Grandes. Sinceros. De um calor que por vezes se esconde. Por vezes, se mostra. Os dedos tomam conta da xícara. Açúcar. Um cumprimento a quem passa. Mais açúcar. Mexe. O que trouxe nossos corpos efêmeros até ali? Um doce encontro....

Madame Memória: Amantes Ocultos

Voltando pra casa. Devolvida ao lar, na verdade. Ruas lotadas de zumbis e de gente comum. Bondosos e suados. Mendigos e executivos. Vendedores de picolé. Ilusões engarrafadas. Direção controlada. Em todas as direções, adestrada, por mais que eu tente o charme em...

Madame Memória: Como você lida com o seu caos?

O Caos do João e o nosso Ferreira Gullar, intrigado com a tela concretista excessivamente “fria” na parede da sala de João Cabral de Melo Neto ouviu dele a justificativa “Eu preciso botar ordem em algum lugar, porque minha cabeça é um Caos.”. Caos: A desordem das...

Literatura dá samba: livros sobre o carnaval brasileiro

      Recentemente, a Rico Editora anunciou uma parceria com o site Carnavalize, dedicado a história da folia brasileira. A iniciativa inovadora é a criação de um selo totalmente voltado à nossa maior festa, reunindo não só livros acadêmicos mas de...

Madame Memória: O texto de alívio

Neste exato minuto, eu só preciso escrever… … E talvez, eu coma letras ou exagere nas vírgulas. Talvez, meus exageros atrapalhem o entendimento… E as reticências? Talvez, sejam exageros tímidos. Penso que minhas próprias palavras, às vezes, perdem a graça e o sabor....