Reflexos de sensibilidade em luz e poesia

Um olhar sensível e crítico sobre as fases da vida nos versos talentosos e ricamente ilustrados do escritor catarinense e advogado Mauro Felippe Espectro: conjunto de raios coloridos resultantes da decomposição de uma complexa luz; a decomposição da luz solar que...

Madame memória: Precipício para nossos esqueletos

Ao descer da moto eu tracei um caminho. Deveria maquiar meu rosto, perfumar meu pescoço e vencer a hesitação de reaparecer na roda de samba no boteco. Cheguei procurando as amigas e os amigos, uma cadeira e doses de palavras dispersas, cumprimentos festivos e trocas...

Madame Memória: Para escrever melhor, observe o mundo

Observe as ruas, os objetos, as pessoas, as roupas. Observe a fumaça dos carros. Os vapores das leiteiras, cafeteiras, bules e tachos. O ato de varrer uma calçada. Observe os gatos, os pássaros, os latidos dos cães. Observe as folhas na sarjeta, as grades das janelas...

Madame Memória: Coser a carne dura

Costura. Mandinga feita sob o luar. Daqueles em que a cara da Lua nem cabe no sonho. Expande o furor pelo edredom. Costura. É a sutura fluídica da alma. É tapar as vazões das orações mais bonitas. Não se pode esvaziar tudo, é necessário guardar um frasco de sonho. Um...

Madame Memória: Libertário Café

Dedicado à Agrício Costa Seus olhos. Grandes. Sinceros. De um calor que por vezes se esconde. Por vezes, se mostra. Os dedos tomam conta da xícara. Açúcar. Um cumprimento a quem passa. Mais açúcar. Mexe. O que trouxe nossos corpos efêmeros até ali? Um doce encontro....

Madame Memória: Amantes Ocultos

Voltando pra casa. Devolvida ao lar, na verdade. Ruas lotadas de zumbis e de gente comum. Bondosos e suados. Mendigos e executivos. Vendedores de picolé. Ilusões engarrafadas. Direção controlada. Em todas as direções, adestrada, por mais que eu tente o charme em...