por Roberta Costa

No dia 02 de Abril comemorou-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, mas você sabe o que é o Autismo?

O Transtorno do Espectro do Autismo, como é tecnicamente denominado pelo DSM-V, inclui também a Síndrome de Asperger e o Transtorno Global do Desenvolvimento sem Outra Especificação, e caracteriza-se pelo comprometimento da interação social, da comunicação e do comportamento: Alterações verbais e não verbais, interesses muitas vezes restritos, comportamentos repetitivos e interações em grande parte limitadas, podendo chegar até mesmo ao isolamento total. Normalmente essas alterações aparecem antes dos três anos e são mais comuns em meninos.

O autismo também é hereditário, mas sua causa ainda não foi definida pois inclui tanto predisposição genética quanto fatores ambientais. As hipóteses são inúmeras. Até o momento não há nenhuma “cura” conhecida, mas é certo que quanto mais cedo começarem as intervenções multiprofissionais (Psicólogo, Fonoaudiólogo, Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional, Pedagogo, Psicopedagogo, Neurologista, Psiquiatra…), maior será o desenvolvimento emocional e cognitivo da criança em formação.

Várias crianças conseguem ter uma vida normal na fase adulta, sendo totalmente independentes. Isso acontece porque existe vários graus de autismo, muito diferente do que podemos observar em programas de televisão e outras mídias, que em sua grande maioria mostram apenas graus mais severos e, por isso, pode-se dizer que até estigmatizam esta condição.

Vamos agora trazer o autismo para a literatura, mas de uma forma diferente. Deixo hoje para vocês não exemplos de personagens, mas de alguns autores com autismo, nacionais e internacionais, e seus livros, também sobre o tema “autismo”:

  • Temple Grandin – Uma Menina Estranha: Autobiografia de uma autista.
  • Daniel Tammet – Nascido em um Dia Azul: Por dentro da mente de um autista extraordinário.
  • John Elder Robison – Olhe nos Meus Olhos: Minha Vida com a Síndrome de Asperger.
  • Donna Williams – Meu Mundo Misterioso. Testemunho Excepcional de Uma Jovem Autista.
  • Cristiano Camargo – Autista com muito orgulho: A Síndrome vista pelo lado de dentro.
  • Ana Parreira – Gente Asperger (livro 1).
  • Breno D.R.C. Araújo – Os Labirintos Percorridos por um Aluno Asperger: do ensino infantil ao superior.

Enfim, há pessoas com o espectro autista em diversas esferas da sociedade, muitas vivendo sua vida normalmente, e até mesmo sem diagnóstico, mostrando-nos que ser diferente é normal. Fala-se bastante sobre Inclusão, mas para que isso ocorra de fato, devemos ter sempre em mente que “incluir” vai muito além de inserir uma pessoa com necessidades especiais em um mesmo ambiente que outras ditas “normais”, é necessário respeitar suas dificuldades e seus limites e adaptar atividades para que por elas possam também ser realizadas. Afinal de contas, quem disse que elas precisam se adequar ao mundo? A verdade é justamente o oposto, é o mundo quem precisa se adequar para, assim, aprender tudo o que as pessoas “especiais” têm a ensiná-lo.

Políticas públicas existem e são importantes? Com certeza, mas você também pode fazer a sua parte. Conhecer mais sobre tema é essencial, é o primeiro passo para combater o preconceito que, infelizmente, ainda presenciamos no dia a dia. Faça a sua parte, faça a diferença. SEJA DIFERENTE!

Sobre a autora:

Roberta Costa é psicóloga e cursa Letras. Nas horas vagas atua também como revisora. Manauara, mora na capital do Amazonas com sua filha. Viu na Literatura uma porta de entrada para novos mundos, novas vivências e, principalmente, novas amizades.