Snapchat-656592

Por Clara Magalhães

Literatura na escola é tema importante, já que o seu principal papel é formar leitores e, talvez, escritores. Primeiramente temos que incentivar a leitura de uma forma gostosa: ler por prazer, diferente de ler por obrigação. Isso se faz criando um cantinho de leitura na sala de aula, proporcionando a hora da leitura, que pode ser explorada de várias maneiras, como roda de leitura, com brincadeiras que despertam o lado lúdico – soltar a imaginação, criar, despertar e viajar por lugares imaginários.

O trabalho da literatura na escola não pode se fechar em um único significado. Ao contrário, a literatura tem que abrir para múltiplas percepções e sensações construídas pelas crianças. É tão bacana ver como elas pensam e comentam de uma forma bem original, poética, estabelecendo coisas inusitadas, simbólicas!

Evoluindo com o passar do tempo, formando uma base literária, introduzindo os livros paradidáticos: tudo isso é de grande importância para despertar o gosto pela leitura. Quem não se lembra da famosa série “ Para gostar de ler”? Aos poucos se vai introduzindo os clássicos, comparando e mostrando diferentes formas de escritas. Criando assim o hábito de ler. A literatura é humanizadora, de respeitar a forma de pensar e respeitar o ponto de vista do outro.

Escolhi um texto que retrata muito bem esse tema:

“O olho de quem narra se detém no particular, porque a ficção é o reino do detalhe. É o olho que dá conta do que olha, sem julgar, sem explicar. Um olho que põe sob a lupa a vida dos outros para dar conta do seu modo de ver e ser. Quem narra se detém ao particular porque na generalização entram a teoria, o dever ser e os preconceitos, e a literatura é, nem mais nem menos, o lugar que é, mais do que [o lugar que] deveria ser. O politicamente correto e o moralismo dos resultados de se olhar na superfície perdem o particular. Medo de mostrar a vida como é, intensa, assombrosa, desagradável e incorreta, desejo de proteger e de nos proteger. De esconder e de nos esconder sob o que deveria ser.” (Maria Teresa Andruetto)

O papel da literatura nas escolas é de suma importância para a formação e desenvolvimento humano, nos conectando com experiências mágicas. Desde a fantasia até o realismo e o cotidiano. A leitura nos permite refletir sobre o mundo, abrindo novos horizontes, ampliando assim novos conhecimentos e novas possibilidades.

 

Clara Magalhães é carioca, professora, pedagoga, estudante de Letras e adora ler e escrever. Escritora de antologias, seu hobby é viajar, conhecer novos lugares e seus costumes. Amante assumida de gastronomia, é um eterno ser em mutação.